A simplicidade pode criar cervejas extraordinárias e inesquecíveis

malte

Não consigo pensar na criação de cervejas incríveis sem ficar horas sonhando com mil possibilidades, com matérias-primas especiais. E existe uma que tem um lugarzinho de destaque: o malte!

Muito além de cor e aroma, como muitos pensam, pensar em malte é pensar sobre sabor, corpo, textura, espuma. O malte é a alma, a essência da cerveja. É a base nutritiva do mosto cervejeiro. Aminoácidos, cofatores enzimáticos, açúcares, proteínas, lipídeos, é o substrato para a levedura!

Uma matéria-prima que muitas vezes é esquecida pela (o) cervejeira (o), mas é a base para o equilíbrio e, também, para a complexidade da cerveja. Não importa que em algum estilo o malte não esteja sob holofotes. Ele é essencial na composição de todas as cervejas.

A escolha correta das matérias-primas pode levar a bebida a uma experiência inesquecível e intrigante.

Você pode criar cervejas únicas!

Sabe aquela frutinha do quintal da sua avó que só você conhece? E aquelas ervas que ela usava? Será que dariam um toque especial na sua cerveja? Amo uma PANC, mas é um assunto pra outro post. 

Imagine uma cerveja só sua, com sua assinatura. Uma cerveja com identidade.

Conhecer o perfil sensorial da cerveja é o primeiro passo. E não precisa ser um estilo catalogado, crie o seu! 

Entender todas as nuances e impacto que o design da bebida traz. A escolha das matérias-primas, a receita, o processo, o controle dos processos, os equipamentos, tudo isso costuradinho pelo conhecimento.

Não existem tabelas de equivalência que te mostrem todo o potencial desse insumo tão importante. Equivalência em que? Em cor, aromas, sabor, potencial enzimático, rendimento? Ahhh, são tantos parâmetros. Textura, espuma, o aspecto visual, a interação com as outras matérias-primas. Que infinidade de combinações de diferentes maltes podem compor uma bebida fantástica!

Mas como entender esses aspectos e fazer a escolha correta? Estudo, amigues!

Já experimentou ler o laudo do malte? Já observou quantas informações preciosas podemos ter a nosso favor? Imagina isso tudo junto com uma roda de aromas e um teste do chá do malte!

Costumo dizer que temos dois equipamentos super potentes que podem nos auxiliar muito nesse processo: a boca e o nariz.

Pesquise, avalie, deguste, leia, deguste novamente, teste, estude mais, anote tudo, pergunte, discuta, deguste mais uma vez, treine e nunca pare de estudar. Pode ter certeza que de um processo criativo que envolve tanta paixão e curiosidade, surgirão cervejas que deixarão boas memórias.

 

#institutoceres #ceres #malteação #malte #cervejeira #receitadecerveja #cerveja #engenhariadealimentos #engenhariaquimica #cervejaartesanal #homebrew #abracerva

Chiara Rêgo Barros é Engenheira Química especialista em Gestão da Qualidade e Produtividade e em Biotecnologia e Bioprocessos, Cervejeira Profissional e Bier Sommelière. Com mais de 15 anos de experiência na área de Produção e Tecnologia Cervejeira, atua como Consultora Técnica para Microcervejarias e Professora no Instituto Ceres de Educação e Consultoria Cervejeira, além de ministrar aulas na Bräu Akademie, SENAI e SENAC.