Sommelier de Cervejas

O que faz um Sommelier de Cervejas?

Nos perguntaram: o que é ser SOMMELIER DE CERVEJAS?

E essa é uma pergunta tão complexa quanto a resposta. Afinal, ser sommelier de cervejas …

… é palco, mas também é bastidor.

… é gestão, mas é principalmente serviço.

… é sobre saber ser elegante e também descontraído quando o momento pede.

… é sobre ter um contrato CLT ou ser autônomo.

… é sobre trabalhar quando as pessoas se divertem, mas buscar o equilíbrio de se divertir trabalhando.

… é sobre chegar cedo e sair tarde.

… é sobre degustar as melhores e mais caras cervejas, mas também as mais baratas e mais populares.

Sugestão: ebook sobre Universo cervejeiro

… é sobre ter ferramentas para saber indicar aquela cerveja que a (o) cliente precisa [no tempo dela (e) ].

… é sobre lançamento e sobre clássicos.

… é sobre eventos ou conversar com um (a) cliente no balcão.

… é sobre encantar e envolver.

… é sobre contar histórias e dissecar a arte em um copo.

… é sobre saber facilitar.

… é sobre cerveja mas também sobre cafés, whiskies, vodka, sucos, águas, rum, licor…

… é sobre amar as maravilhas que o calor e umidade fazem com a cevada e as leveduras.

E como vocês viram, são necessárias muitas horas de estudo e dedicação para ser um bom SOMMELIER DE CERVEJAS e propagar a nossa cultura cervejeira de forma ética e coerente.

_

😉 E você? Tá pronte para aprender e viver tudo isso? Por aqui estamos prontos para te oferecer a melhor educação cervejeira possível.

Nós, em parceria com o SENAC, promovemos um curso de formação para Sommelier de Cervejas. As inscrições estão abertas. São mais de 100 horas de aulas, 100 rótulos de cervejas, um corpo docente excepcional, um curso cheio de vivências práticas para encantar e formar profissionais ou aprofundar conhecimentos dos amantes não só da cerveja, mas de aromas e sabores.

Cervejeira profissional, Sommelière de cervejas,fundadora da Cervejaria Patt Lou. Consultora para Bares e Restaurante e em Boas Práticas de Fabricação e receitas para Cervejarias. Design educacional..

Patrícia Sanches é Cervejeira Profissional e Bier Sommelière. Fundadora do Instituto Ceres e da Cervejaria Patt Lou, É Consultora na área de serviço para Bares e Restaurantes, bem como na área de desenvolvimento de receitas e implementação de Boas Práticas de Fabricação para Microcervejarias.

Ministra cursos no Instituto Ceres e SENAC, é também Designer Educacional na Container Saúde na UFPE/CAV.

Cervejas incríveis podem ser criadas com simplicidade

Cervejas extraordinárias e inesquecíveis podem ser criadas com simplicidade

Não consigo pensar na criação de cervejas incríveis sem ficar horas sonhando com mil possibilidades, com matérias-primas especiais. E existe uma que tem um lugarzinho de destaque: o malte!

Muito além de cor e aroma, como muitos pensam, pensar em malte é pensar sobre sabor, corpo, textura, espuma. O malte é a alma, a essência da cerveja. É a base nutritiva do mosto cervejeiro. Aminoácidos, cofatores enzimáticos, açúcares, proteínas, lipídeos, é o substrato para a levedura!

Uma matéria-prima que muitas vezes é esquecida pela (o) cervejeira (o), mas é a base para o equilíbrio e, também, para a complexidade da cerveja. Não importa que em algum estilo o malte não esteja sob holofotes. Ele é essencial na composição de todas as cervejas.

Logo, a escolha correta das matérias-primas pode levar a bebida a uma experiência inesquecível e intrigante.

Você pode criar cervejas únicas!

Sabe aquela frutinha do quintal da sua avó que só você conhece? E aquelas ervas que ela usava? Será que dariam um toque especial na sua cerveja? Amo uma PANC, mas é um assunto pra outro post. 

Agora imagine uma cerveja só sua, com sua assinatura. Uma cerveja com identidade.

Conhecer o perfil sensorial da cerveja é o primeiro passo. E não precisa ser um estilo catalogado, crie o seu! 

Entender todas as nuances e impacto que o design da bebida traz. A escolha das matérias-primas, a receita, o processo, o controle dos processos, os equipamentos, tudo isso costuradinho pelo conhecimento.

Não existem tabelas de equivalência que te mostrem todo o potencial desse insumo tão importante. Equivalência em que? Em cor, aromas, sabor, potencial enzimático, rendimento? Ahhh, são tantos parâmetros. Textura, espuma, o aspecto visual, a interação com as outras matérias-primas. Que infinidade de combinações de diferentes maltes podem compor uma bebida fantástica!

Mas como entender esses aspectos e fazer a escolha correta? Estudo, amigues!

Já leu o laudo do malte antes de desenhar a receita da sua cerveja?

Já experimentou ler o laudo do malte? Já observou quantas informações preciosas podemos ter a nosso favor? Imagina isso tudo junto com uma roda de aromas e um teste do chá do malte!

Costumo dizer que temos dois equipamentos super potentes que podem nos auxiliar muito nesse processo: a boca e o nariz.

Pesquise, avalie, deguste, leia, deguste novamente, teste, estude mais, anote tudo, pergunte, discuta, deguste mais uma vez, treine e nunca pare de estudar. Pode ter certeza que de um processo criativo que envolve tanta paixão e curiosidade, surgirão cervejas que deixarão boas memórias.

 

#institutoceres #ceres #malteação #malte #cervejeira #receitadecerveja #cerveja #engenhariadealimentos #engenhariaquimica #cervejaartesanal #homebrew #abracerva

Chiara Rêgo Barros é Engenheira Química especialista em Gestão da Qualidade e Produtividade e em Biotecnologia e Bioprocessos, Cervejeira Profissional e Bier Sommelière. Com mais de 15 anos de experiência na área de Produção e Tecnologia Cervejeira, atua como Consultora Técnica para Microcervejarias e Professora no Instituto Ceres de Educação e Consultoria Cervejeira, além de ministrar aulas na Bräu Akademie, SENAI e SENAC.

2º Congresso Técnico Sommeliers

Vamos conversar um pouco sobre eventos técnicos?

De 6 a 8 de junho acontecerá o 2° Congresso Técnico de Sommelier em Salvador – BA. O congresso é promovido pela ABRACERVA (Associação Brasileira de Cerveja Artesanal ) e contará com palestras, workshops, mesas redondas e harmonizações.

Em 2018 estivemos no 1° Congresso que aconteceu em Pirenópolis – GO. Além do congresso, participamos do julgamento da Copa Piri Bier.

A regra do concurso era que as amostras deveriam conter pelo menos um insumo nativamente brasileiro. Eram 3 subcategorias: Cerveja Brasileira com frutas; Cerveja Brasileira com madeira e Cerveja Brasileira com ervas, vegetais ou especiarias. Os cervejeiros capricharam nas amostras e mostraram que nossa cerveja tem terroir sim.

O congresso foi palco de encontros e reencontros com profissionais excelentes da nossa área, além de contar com o almoço muito especial, pensado e guiado pelo nosso querido professor Chef Ronaldo Rossi e pelos alunos do curso de Gastronomia da UEG, EMOCIONANTE!

Foi uma experiência incrível, onde discutimos muito sobre o futuro da nossa profissão, além de outros assuntos que permeiam a vida do Sommelier de Cervejas.

2019 promete! E aí? É bom começar a se organizar para participar do próximo.

Inscrições de 11/02/2019 à 05/06/2019

https://app.associatec.com.br/AreaAssociados/Eventos/EventoDetalhe/Index/402

Local do Evento

 Rua Passárgada, S/N – Itapuã – Salvador – BA (Hotel Deville Prime Salvador)